Um Larsson devorado por partes

Comprei o primeiro volume da trilogia Millenium em 9 de junho deste ano. Comecei a ler no fim do recesso escolar e somente hoje termino. Isso não é normal, nada normal. Uma obra como Os homens que não amavam as mulheres, com 520 páginas para mim leva muito menos tempo para ser lido.

Entre textos das faculdades e mais algumas produções acadêmicas, o fabuloso romance do sueco Stieg Larsson foi perdendo espaço. Até que um dia, pensando na vida e no modo em que o tempo passa rapidamente, cheguei à conclusão que se eu fosse realmente bastante disciplinado eu poderia dar conta das minhas leituras por prazer. Então voltei às leituras após o almoço e antes de dormir. Li, li, li. Fui chegando perto do final e logo este tempo que eu dedicava já não era o bastante. Comecei a ler no trabalho. E hoje, cheguei ao extremo: li um pouco na aula de Estatística e terminei o livro na aula de Ação Cultural (produtivas estas aulas hein?!).

Fiquei com uma vontade enorme de comprar o segundo volume, mas como o terceiro saiu sexta-feira, então o mercado editorial deu uma aumentada nos preços para que possam lucrar mais. Vou esperar pelas promoções certeiras.

Como todo as críticas que li, Stieg Larsson consegue montar personagens complexos, que aparentemente não tem nenhuma ligação com ninguém, mas que aos poucos podem mostrar toda a diferença. É um romance que indico a qualquer um.

Já tinha decidido que minha próxima leitura por prazer seria o segundo volume de O Vendedor de Sonhos, de Augusto Cury, que ganhei do meu irmão no aniversário, mas minha chefe acabou de emprestar-me Os Setes Minutos, um exemplar grosso e antigo de Irving Wallace. Parece ser bom, envolve livros proibidos.

Logo, logo chega a coleção de Tolkien, o novo livro do Verissimo e parece-me que vou ganhar o último do Dan Brown, The Lost Symbol, que ainda terá lançamento no Brasil, mas ganho o exemplar em inglês mesmo. Setembro promete!

Anúncios

About jorgedoprado

Doutorando em Ciência da Informação (UFSC), Mestre em Gestão de Unidades de Informação (UDESC), Bacharel em Biblioteconomia (UDESC). Ver todos os artigos de jorgedoprado

One response to “Um Larsson devorado por partes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: