Category Archives: Rotaract

Só para vocês sentirem um pouco de inveja

Ontem à noite fui a uma reunião do Rotary Club Jurerê.

Para quem não sabe, Jurerê Internacional é o bairro mais caro de Florianópolis. Chamada de Berverly Hills catarinense, tem casas de alguns famosos (Guga Kuerten e Paris Hilton, por exemplo). É um local muito bonito, mas que infelizmente creio que será privatizado. Exemplo disso são as câmeras que estão instalando por lá. Cada câmera ficará em uma rua e o morador poderá ver do celular como está o movimento da rua de casa.

Mas voltando à reunião… Fui muito bem recepcionado pelo Rotary Jurerê, um clube muito ativo e com participantes muito simpáticos. Aliás, conheci dois canadenses (nunca vi intercambistas tão alegres como aqueles dois) que vieram de cidades muito pequenas (Megham veio de uma cidade com 50 habitantes!). A reunião foi num restaurante do hotel Jurerê Beach Village. Selecionei algumas fotos que estão no site do hotel, só para vocês darem uma olhada na estirpe (clique para ampliar).

Saboroso café da manhã

Saboroso café da manhã

Com vista para o mar!

Com vista para o mar!

Adorei esta piscina com uma ponte

Adorei esta piscina com uma ponte

Restaurante onde foi a reunião

Restaurante onde foi a reunião

 

E abaixo uma foto tirada após a reunião.

Esquerda para direita: João, Presidente Leonardo, Megham, eu e Devon

Esquerda para direita: João, Presidente Leonardo, Megham, eu e Devon

Anúncios

48ª Conferência Distrital do Rotary

Tudo perfeito.

Todas as palestras, a companhia do Rotary, o hotel, os intercambistas, a viagem, o jantar, o almoço, as conversas ao entardecer, a noite dançante; tudo maravilhoso!

Serei sincero em dizer que pensei que não iria gostar. Primeiro: já saí com raiva de casa porque não tive avisos prévios.

Conheci muitas pessoas, ouvi muitas situações. E sabe do que, acho que tentarei ser intercambista! Sempre foi um sonho meu e vejo que poderei realizá-lo! Mas antes, preciso completar a minha gestão de presidente no Rotaract.

Abaixo, segue o vídeo “A Dança do Buda de Mil mãos”. Eu já o conhecia mas somente em partes, aqui ele está inteiro. São dançarinas da China, mas detalhe, todas elas são surdas! Mas como mudar de coreografia? Elas seguem os movimentos de duas coreógrafos que mudam a coreografia com leves movimentos dos braços. Este espetáculo foi ensaiado dois anos, de oito a dez horas por dia! Vale a pena conferir.