Tag Archives: Feira do Livro

Um encontro com Verissimo

Hoje, ao reler os e-mails que troquei com assessores, jornalistas, fãs e com o próprio Luis Fernando Verissimo, somente hoje, pude sentir a imensidão da Feira do Livro que Rio Negrinho abrigou, mais especificamente o Colégio Cenecista São José, onde trabalho há quase dois anos.

Foi em março que consegui os contatos do maior escritor de humor do Brasil. Primeiro os telefones de sua agência e o da casa. Depois o e-mail. Lembro que somente eu queria uma feira diferente, com algo diferente. Foi muito difícil me conter quando consegui a primeira resposta do próprio. Naquela tarde, quando conversei com os coordenadores sobre a proeza, parece que o tempo parara, nada do que eu faria pelo resto do dia se igualaria àquele e-mail. E o medo? Medo de que tudo não passasse de um trote, medo de que tudo saísse pela culatra.

Quando junho chegou e mais especificamente os dias da feira, 26 e 27, dormir bem para mim não fazia parte de minha rotina. Estava MUITO ansioso! O escritor que eu tanto li e reli estaria aqui, em Rio Negrinho. As mentes literárias mais famosas da região também se fariam presentes.

   

O espaço da Feira estava lindo! Fora os percalços, que fazem parte sempre do espetáculo, tudo saiu como imaginei: a praça de leitura, o espaço na Câmara de Vereadores para a “Mesa Redonda com o Verissimo” saiu mais que perfeito. Fora o que eu não planejei: o maravilhoso café, logo após a sua chegada. Nunca me esquecerei deste momento onde ele me cumprimentou e disse: “- Nossa Jorge, pensei que você teria 50 anos. O jeito que você escreve é de um professor de literatura de meia-idade!”. Isso me arrepiou. E a esposa dele então, uma pessoa queridíssima, super simples e carismática, D. Lucia Verissimo.

       

O jantar foi outro momento único. Depois de uma noite cansativa, mas proveitosa, fomos a um restaurante da região (eleito um dos melhores pela revista Veja). A comida estupendamente saborosa, o ambiente agradabilíssimo.

No outro dia, os autógrafos e a despedida. Um sonho que eu planejara em quatro meses estava prestes a terminar.

  

Não há um dia em que não me lembre destes momentos. As conversas ainda estão frescas em minha mente. Os parabéns ainda soam. E o sentimento de que tudo pareceu um sonho, perdura.


AVISO

Quando eu receber as fotos da Feira do Livro com o Luis Fernando Verissimo, postarei sobre como foi tomar café, jantar e receber um autógrafo especial do cronista.