Tag Archives: Stephen King

O mestre do terror

Stephen Edwin King, nasceu em Portland (EUA). Teve uma vida muito sofrível já na infância, quando aos dois anos o pai deixa a família e a mãe, Nellie Ruth Pillsbury, passa por sérias dificuldades financeiras para criar Stephen e o irmão adotivo David. Ainda na infância, King vê um amigo morrer em um trágico acidente: ficara preso na ferrovia e fora atropelado por um trem. Seria o pontapé inicial para seus dotes literários de terror? Dizem que sim…

O primeiro livro que li dele foi Carrie, a Estranha. Não poderia ter começado com um melhor. Li quando tinha treze anos às escondidas de minha mãe. Foi o único livro que ao reler não consegui captar outros detalhes, tamanha foi a penetração da história.

Ao sair do Ensino Médio, King começou a escrever o que ele considera a sua obra-prima: a série A Torre Negra, composta de sete volumes que levaram 33 anos para ser compostos. Infelizmente só pude ler o primeiro volume, O Pistoleiro. A série é tão boa que já estão comparando a O Senhor dos Anéis!

 

 

“Talento é mais barato que sal. O que separa a pessoa talentosa da bem-sucedida é muito trabalho duro.”


Um reinado de terror

Quando citamos na literatura o gênero terror, de cara citamos Stephen King. E não é para menos. Quem não sentiu nojo com aquele balde de sangue de porco na cabeça de Carrie em Carrie, a Estranha; ou então, quem não acordou no meio da noite depois de um sonho onde um carro te perseguia após momentos antes ter lido Christine.

King escreve terror como poucos. Seu estilo algumas vezes sarcástico, outras vezes nostálgico, faz com que sintamos uma mistura incrível de emoções. Além do mais, é um escritor atual: muitas vezes em suas obras faz citações da atualidade.

                                                                

Nessa última semana, chegou às livrarias do Brasil o seu último romance: Love – a história de Lisey, retratando a história da viúva Lisey perante a ausência do marido. Não me interessei muito pela história. O que me chama mais atenção é A zona morta,  um livraço de 600 páginas lançado em janeiro deste ano. Mas nada, NADA mesmo, me atrai tanto quanto a série A Torre Negra, que levou 33 anos para ser completada. É um eptologia, com detalhes e mundos à la O Senhor dos Anéis (Stephen foi muito fã de Tolkien). Eu somente li o primeiro volume, O Pistoleiro, mas logo logo quero comprar todos os volumes.

 

Bom, se você também gosta de King, não deixe de visitar seu site oficial sempre cheio de novidades: http://stephenking.com