Tag Archives: livro

Trailer de “A menina que brincava com fogo”

Já falei por aqui que a trilogia “Millenium”, de Stieg Larsson, foi a melhor história policial de todas que já li. E como boas histórias ultimamente rendem dinheiro, os livros tornaram-se filmes, primeiro na versão sueca e depois na versão hollywoodiana.

Ano passado, o volume 1, “O homem que não amava as mulheres”, passou quase que despercebido pelo cinema que costumo ir. Ficou somente uma semana e acabei perdendo. Esta semana somente que poderei assistir. Mas procurando na internet, encontrei o trailer da versão sueca para “A rainha do castelo de ar”, já o volume 3 (ou parte 3, como queira). Confere! (lembrando que a parte 2 ainda não chegou aqui pelo Brasil)

Anúncios

A Rede Social, livro e filme

Não poderia deixar de falar sobre as minhas mais recentes “viagens”, a um livro e a um filme.

Pedi de amigo secreto na faculdade o livro “Bilionários por acaso: a criação do Facebook”, de Ben Mezerick e meu pedido foi atendido. Ganhei o livro na quinta e comecei a ler na sexta. Terminei hoje pouco depois do meio-dia.
Vale ressaltar que o livro não fora aprovado por Mark Zuckenberg, o criador do Facebook, mas teve ótima aceitação de Eduardo Saverin, cofundador da rede social. O livro é baseado obviamente em fatos reais, que foram analisados a partir de algumas conversas e documentos. Não tem um enredo bem escrito, já que a base para a escrita também precisava de ser construída.
Gostei muito do modo que Ben apresentou Harvard, pois ele também foi estudante de lá e soube apresentar a melhor universidade do mundo com uma proeza de detalhes. O livro termina de um jeito estranho, praticamente sem final. O que é certo, já que o Facebook ainda continua crescendo.

Após ter lido o livro, corri para o cinema assistir à versão cinematográfica que foi lançada nesta sexta-feira. Diferente do livro, achei que o filme partia mais da visão do Mark. E ainda bem que li o livro, pois o filme apresenta os detalhes sem explicações, tudo muito rápido. Para quem gosta de tecnologia, de admnistração, vai gostar de ambos, livro e filme.

Abaixo, uma foto do filme, representando o Mark Zuckenberg.


Um livro sobre vidas

Hoje terminei de ler, na Livraria Saraiva, meu quarto livro por inteiro dentro da livraria. Conversa sobre o tempo é um livro cheio de perguntas, com suas respectivas respostas. Arthur Dapieve realiza uma gostosa conversa de quatro dias, em um sítio, com Luis Fernando Verissimo e Zuenir Ventura, dois nomes importantes em diferentes ramos literários do nosso país, o humor e o jornalístico.

O livro é dividido em quatro itens: Amigos, Paixões, Política e Morte. Encontramos várias citações de grandes autores, cineastas, políticos e lemos experiências incríveis desses dois gênios que têm belíssimas e curiosíssimas histórias para contar.

P.S.: Verissimo diz no último item do livro, “Morte”, que por complicações de saúde não pode comer doces. Ele não disse isso quando esteve em Rio Negrinho e esbaldou-se numa torta de maçã. ^^


Aos órfãos de Stieg Larsson

Já escrevi aqui a minha pequena crítica ao livro do sueco Stieg Larsson, o primeiro volume da trilogia Millenium, “Os Homens Que Não Amavam as Mulheres”. Não é meu gênero preferido, o policial investigativo, mas este realmente é bom.

Na minha rotineira visita à Livraria Saraiva, que faço todo domingo ou toda terça-feira, fui dar uma olhada nas partes culturais das mais famosas revistas do Brasil, como Veja, Época, IstoÉ. A parte cultural dessas revistas é a única parte que presta. Tanto em Veja, como em Época, na parte que falava sobre cinema havia uma matéria sobre a versão cinematográfica do livro. Li as duas e fiquei ansiosíssimo para assistir. Enfim, não é disso que quero falar. Quero é falar a respeito de Lars Kepler, o novo fenômeno nórdico.

Esse tal Lars foi considerado pela crítica europeia como o novo Larsson. Escreveu o livro “O Hipnotista”, que trata da história de Erik Maria Bark, um hipnotista que foi acusado de falta de ética. Parou de usar a hipnose por dez anos, mas quando acontece um assassinato de uma família em Estocolmo, ele volta a atuar. Basicamente, é isso. O livro tem estreia em Portugal na próxima quinta-feira. Aqui no Brasil, ainda não sei de datas. E detalhe: os direitos cinematográficos já foram vendidos! Resta esperar e conferir.

O site com maiores informações e o primeiro capítulo do livro você pode conferir clicando aqui.